Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Opinião

Frieza em tempo de guerra

Estamos em guerra e o PSI está a menos de 4% do máximo dos últimos seis anos, uma força que vem de antes.

  • Partilhar artigo
  • ...
A guerra prossegue, o sofrimento e a revolta também e os mercados tentam adaptar-se a esta nova e triste realidade. Notícias que agudizam o conflito (como, por exemplo, ameaças nucleares) levam os mercados a afundar e novidades que induzam esperança de resolução do conflito (como a declaração de Zelensky a desistir da ideia da adesão à NATO) fazem os mercados voar.

No meio desta turbulência em que os mercados ...
Mais artigos do Autor
Ver mais
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio