Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Marcelo: “Ninguém deseja voltar para trás” no desconfinamento

No dia em que arranca a segunda fase do plano desenhado pelo Governo, o Presidente da República avisa que a reabertura da economia “passa pelo comportamento de todos, em particular no mês de abril”.

Pedro Nunes
António Larguesa alarguesa@negocios.pt 05 de Abril de 2021 às 13:07
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...

Marcelo Rebelo de Sousa alertou esta segunda-feira, 5 de abril, que o plano de desconfinamento que está em curso "é um esforço de todos os dias e de todos os portugueses", acreditando que a população vai prossegui-lo nas próximas semanas, "respeitando as regras de saúde pública".

 

"Queremos que o processo de abertura das escolas e da atividade económica continue. Isso passa pelo comportamento de todos, em particular em abril porque é neste mês que se consolida este processo de desconfinamento", destacou o Presidente da República.

 

Em declarações aos jornalistas depois de uma visita à Escola Básica Francisco de Arruda, em Lisboa, o chefe de Estado indicou ainda que "se correr bem, quando chegaremos a maio e junho já teremos ultrapassado o plano de desconfinamento". "Ninguém deseja voltar para trás. Sabemos todos o que custou. (…) Queremos olhar para a frente", acrescentou.

 

Minutos antes, discursando perante o ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, Marcelo Rebelo de Sousa já se tinha referido à reabertura dos portões para os alunos do 2º e 3º ciclo do ensino básico, que aconteceu esta manhã, como um "virar de página que se espera sem recuo, irreversível".

 

Olhando já para a próxima data no plano de desconfinamento, que prevê a reabertura também das escolas secundárias, o Presidente da República dirigiu-se diretamente aos portugueses para lhes pedir que "engrenem neste esforço nacional de todos e para todos para que seja possível no dia 19 [de abril] serem mais de milhão e meio de alunos por todo o país" a regressar às aulas presenciais.
Ver comentários
Saber mais pandemia covid-19 desconfinamento Marcelo Rebelo de Sousa escolas Governo
Outras Notícias