Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Costa quer ouvir os partidos antes de anunciar medidas para conter coronavírus

O primeiro-ministro vai ouvir esta tarde os grupos parlamentares e o Conselho de Ministros volta a reunir à noite, pelas 20:00. Só depois disso serão conhecidas as novas medidas de prevenção a implementar, nomeadamente o encerramento ou não das escolas.

Filomena Lança filomenalanca@negocios.pt 12 de Março de 2020 às 12:51
  • Assine já 1€/1 mês
  • 10
  • ...

O conselho de Ministros que se iniciou esta manhã foi suspenso para que o primeiro-ministro possa reunir com os grupos parlamentares, transmitir-lhes as medidas que estão em preparação, e ouvir as suas sugestões e contributos, anunciou há pouco António Costa.

 

Em declarações aos jornalistas em Belém, o primeiro-ministro explicou que "sendo uma matéria com tão grande impacto na vida das famílias e sociedade", é "útil e necessário que todos os partidos sejam ouvidos nesta matéria".

"Estamos a falar de uma situação sem um fim previsível e temos de ter em conta que não estamos a decidir sobre um período relativamente indeterminado", pelo que "tudo isso tem de ser ponderado e avaliado, mas vou comunicar primeiro aos lideres partidários e ponderar os comentários e sugestões", disse o primeiro-ministro. "Sendo uma matéria com tão grande impacto na vida das famílias e sociedade, acho que é útil e necessário que todos os partidos sejam ouvidos nesta matéria". "Às oito da noite o conselho de ministros reúne para tomar as medidas necessárias", explicou.

 

Questionado sobre de os estabelecimentos escolares poderão ou não vir a ser encerrados, António Costa sublinhou que "a deslocalização do contacto do espaço educativo para outros espaços conviviais não resolve o problema". E deixou um apelo a estudantes ou a pessoas que trabalhem em entidades que tenham optado por encerrar: "Compreendam que devem ter um esforço acrescido e procurar evitar situações de convívio. Não é pelo facto de não estar na sala de aula e estar noutro espaço de convívio que o risco de contaminação é menor."

 

"Temos de ter consciência que cada um de nós pode, sem saber, ser portador de vírus que pode estar a transmitir aos outros, o que põe sobre nós uma grande responsabilidade". Assim, "cada um de nós deve evitar ser um transmissor", rematou.

 

(notícia atualizada às 12:55 com mais informação)

Ver comentários
Saber mais António Costa política coronavirus Covid-19
Outras Notícias