Emprego Taxa de desemprego mantém-se em mínimos de setembro de 2002

Taxa de desemprego mantém-se em mínimos de setembro de 2002

O INE divulgou hoje a taxa de desemprego de outubro e divulgou a estimativa provisória para novembro. Ambas se mantiveram em 6,6%, o valor mais baixo dos últimos 16 anos.
Taxa de desemprego mantém-se em mínimos de setembro de 2002
Tiago Varzim 08 de janeiro de 2019 às 11:02
A taxa de desemprego fixou-se em 6,6% em outubro do ano passado, o mesmo valor registado em setembro, segundo os dados revelados esta terça-feira, 8 de janeiro, pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). A estimativa provisória para novembro, que será confirmada no final deste mês, aponta para uma estabilização nos 6,6%. 

"Desde setembro de 2002 que não era observada uma taxa de desemprego tão baixa", destaca o INE, um mínimo que se deverá manter em novembro. Os dados estão ajustados de sazonalidade, sendo considerada a população ativa entre os 15 e os 74 anos. 

Em outubro de 2018, a população desempregada foi estimada em 342,4 mil pessoas, tendo aumentado 0,4% (1,4 mil) em relação a setembro de 2018. A estimativa provisória para novembro fixou-se nos 343 mil desempregados. 

A taxa de desemprego jovem subiu em outubro para os 20,8%, mas terá baixado para os 19,4% em novembro - igualando o registo de julho de 2004.


A população empregada em outubro fixou-se nos 4,82 milhões de pessoas e terá ascendido aos 4,83 milhões de pessoas em novembro, o que representa um aumento de 0,2%. A taxa de emprego atingiu os 62,2%. 

O Governo prevê que a taxa de desemprego desça para os 6,9% em 2018. Para este ano o Executivo conta com uma redução da taxa de desemprego para os 6,3%.

(Notícia atualizada com mais informação às 11h41)



pub