Europa Eleições em Espanha: Participação supera 60% a duas horas de fecho das urnas

Eleições em Espanha: Participação supera 60% a duas horas de fecho das urnas

A afluência às urnas nas eleições espanholas continua a mostrar grande adesão dos eleitores. Às 18:00 em Madrid, a duas horas do fecho das urnas, já tinham votado 60,7% dos eleitores, quase mais 10 pontos percentuais do que a participação registada em 2016 à mesma hora. Catalunha regista níveis históricos de participação.
David Santiago 28 de abril de 2019 às 17:41

Quando o relógio marcava 18:00 em Madrid (menos uma hora em Lisboa), o que significa a duas horas do fecho das urnas, 60,75% dos eleitores já tinha depositado o respetivo boletim de voto na urna, valor que representa uma forte participação nas eleições gerais que decorrem este domingo em Espanha.

Esta taxa de afluência representa um aumento de 9,54 pontos percentuais comparativamente com a participação verificada à mesma hora nas eleições gerais de junho de 2016. Os números entretanto revelados pelas autoridades espanholas competentes diz respeito a 98,95 das mesas de voto, valor equivalente a 99,04% do total de espanhóis habilitados a votar nesta eleição. 

Nota ainda para a região da Catalunha onde é ainda mais expressiva a afluência às urnas. Até às 18:00, tinham votado 64,2% dos eleitores nesta comunidade autonómica, mais 17,82 pontos percentuais relativamente a 2016.

Esta adesão é ainda mais relevante se for tido em conta que nas eleições gerais de 2016 a participação eleitoral na Catalunha ficou abaixo da média registada no conjunto do reino espanhol. Resta porém saber quem poderá sair mais beneficiado com o reforço da afluência na Catalunha, se os partidos independentistas, se as forças que mais vincadamente se opõem aos ímpetos separatistas da região ou, por fim, os partidos que procuram uma solução concertada para o problema. 

As sondagens apontam para a vitória do PSOE do primeiro-ministro em funções Pedro Sánchez, contudo tudo o resto parece ser uma incógnita, em especial o resultado que será conseguido pela extrema-direita (Vox) bem como a correlação de forças que ditará mais ou menos facilidade de negociação de uma solução de governo com apoio parlamentar maioritário. 


(Notícia em atualizada às 17:53)



pub

Marketing Automation certified by E-GOI