Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Sonae concentra gestão ibérica da moda infantil em Joana Ribeiro da Silva

Administradora da Sonae Fashion e COO da Zippy foi escolhida pelo grupo liderado por Cláudia Azevedo para acumular o cargo de COO da cadeia de moda infantil espanhola Losan.

Joana Ribeiro da Silva, administradora da Sonae Fashion e COO da Zippy e da Losan.
Rui Neves ruineves@negocios.pt 27 de Fevereiro de 2021 às 15:00
  • Assine já 1€/1 mês
  • 8
  • ...

O grupo Sonae, que tem como CEO Cláudia Azevedo e é a empresa do PSI-20 que reconhecidamente mais tem feito pela promoção da igualdade de género nas posições de liderança, continua a somar mulheres à frente dos seus negócios.

 

Depois de ter contratado Mia Ouakim, que substituiu o espanhol José António Ramos como CEO da Salsa, a Sonae escolheu Joana Ribeiro da Silva, administradora da Sonae Fashion e COO da Zippy, para também assumir o cargo de COO da Losan - cadeia de moda infantil presente em mais de quatro mil pontos de venda multimarca em 40 países -, que era até há pouco tempo gerida por Vittorio Verdun, que deixou a empresa.

 

Formada em Engenharia pela Universidade do Porto, Joana Ribeiro da Silva está no universo Sonae há já 25 anos. Começou como diretora de marketing do então Banco Universo, em 1996, tendo passado pela Sonaecom, Optimus (atual Nos) e MO.

 

Desde março de 2014 que é COO (diretora de operações) da Zippy e administradora da Sonae Fashion, unidade de negócio do retalho especializado do grupo na área de vestuário, através das marcas Deeply (equipamento e vestuário desportivo), MO (vestuário, calçado e acessórios), Zippy (vestuário, calçado e acessórios de bebé e criança), Losan (especializada no negócio grossista de vestuário de criança, com uma forte presença internacional) e Salsa (jeans, vestuário e acessórios).

 

Entretanto, ao colocar nas mãos de Joana Ribeiro da Silva a liderança das operações da Losan, a Sonae concentra assim neste quadro a gestão das suas marcas de moda infantil.

 

A Losan, comprada em 2015 pelo grupo Sonae e que era anteriormente gerida de forma independente a partir de Espanha, fechou o exercício de 2019 com uma faturação de 59,3 milhões de euros, enquanto os prejuízos atingiram 4,6 milhões de euros, mais 64% do que os 2,8 milhões negativos registados no ano anterior.

Ver comentários
Saber mais joana ribeiro da silva sonae zippy losan sonae fashion moda infantil cláudia azevedo
Outras Notícias