Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Greenvolt inicia internacionalização com potencial novo acionista

A Altri e a GreenVolt anunciaram esta segunda-feira um acordo com V-R Europa, que passa pela aquisição de um pipeline de 2.800 MW de capacidade de energia renovável na Europa, como contrapartida da sua entrada como acionista no IPO da empresa.

Lusa
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...
A Altri e a GreenVolt celebraram esta segunda-feira com a V-R Europe um Memorando de Entendimento (MoU), com natureza não vinculativa, que materializará a internacionalização da empresa de energias renováveis liderada por Manso Neto.

Em comunicado, a empresa salienta que no âmbito deste acordo prevê-se que a V-R Europe venha a realizar na GreenVolt, em simultâneo com o respetivo IPO, em termos ainda a definir, um aumento de capital social que poderá decorrer na modalidade de entradas em espécie, constituído pela totalidade das ações representativas do capital social e dos direitos de voto da sua subsidiária polaca V-Ridium Power Group, por um preço de subscrição correspondente ao preço máximo do intervalo a ser estabelecido no âmbito da operação IPO da GreenVolt, e com base numa avaliação da V-Ridium correspondente a 56 milhões de euros, ao qual poderão acrescer 14 milhões de euros mediante o cumprimento de objetivos a definir.

A V-Ridium é uma sociedade sediada na Polónia que opera no setor das energias renováveis mas com uma abrangência pan-europeia, sendo um player de referência neste setor e que tem em pipeline projetos eólicos e solares, maioritariamente na Polónia e na Grécia, com cerca de 2.800 megawatts (MW) dos quais, mais de 1.500 MW, se encontram em fase adiantada de desenvolvimento. A empresa, anteriormente designada Geo Renewables, construiu alguns projetos na Polónia com a EDP Renováveis.

Segundo refere na mesma nota à CMVM, "por efeito da realização da subscrição, a Greenvolt passará a deter a totalidade do capital social e direitos de voto da V-Ridium, passando por sua vez a V-R Europe a ser titular de uma participação qualificada no capital social da Greenvolt, em percentagem determinável no IPO, contribuindo assim para maior dispersão do mesmo".

A Altri esclarece ainda que, dada a natureza não vinculativa do MoU e as condições suspensivas a que a operação se encontra sujeita, "não existe ainda certeza quanto à concretização desta projetada operação", acrescentando que o comunicado divulgado esta segunda-feira visa "informar desde já o mercado da possibilidade de, em simultâneo e no contexto do IPO, uma participação qualificada representativa do capital social e dos direitos de voto da Greenvolt poder vir a ser detida por um acionista pré-determinado, a V-R Europe, em consequência da possível concretização desta operação".

Como salienta ainda, a subscrição, a concretizar-se, "ficará sempre sujeita à verificação de um conjunto de condições precedentes habituais em operações desta natureza, tais como a realização satisfatória de uma ‘due diligence’ confirmativa, a negociação e celebração dos inerentes acordos transacionais, a obtenção das autorizações regulatórias aplicáveis e ainda a avaliação das entradas por um revisor oficial de contas independente.

A V-R Europe conferiu, no mencionado MoU, em benefício da Altri e da sua subsidiária paras energias renováveis, "exclusividade nas negociações com vista à conclusão desta transação, até 31 de outubro de 2021", é dito ainda.

Segundo o grupo, a possível concretização da operação acordada no MoU "enquadra-se no ambicioso projeto de expansão nacional e internacional da Greenvolt e constitui mais uma etapa no processo de afirmação da sociedade como um player de referência, a nível internacional, no mercado das energias renováveis, contribuindo, em especial, no contexto da sua estratégia de crescimento, para a expansão do seu negócio nos setores das energias eólica e fotovoltaica no contexto europeu".
Ver comentários
Saber mais Altri Greenvolt Memorando de Entendimento V-R Europe IPO Manso Neto V-Ridium Polónia
Outras Notícias