Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Greenvolt chega a acordo para controlar até 29,3% da espanhola Perfecta Energia

A Greenvolt e a Tresa Energía celebraram um acordo para que a empresa liderada por Manso Neto possa subscrever um aumento de capital, que permitirá a aquisição de uma participação de 29,23% na espanhola Perfecta Energia.

João Manso Neto, que foi CEO da EDP Renováveis, vai liderar a Greenvolt, do grupo Altri.
Mafalda Santos
Cátia Rocha catiarocha@negocios.pt 18 de Junho de 2021 às 12:30
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...
A Greenvolt, a empresa de energias renováveis da Altri, e a Tresa Energía chegaram a um acordo que permite à empresa liderada por Manso Neto subscrever um aumento de capital, perspetivando que a Greenvolt possa vir a deter uma participação de 29,23% na espanhola Perfecta Energia, com participação efetiva na gestão da empresa.

A Perfecta Energia, criada em 2019 e com sede em Madrid, opera em Espanha, dedicando-se à comercialização, instalação e manutenção de sistemas de painéis fotovoltaicos para autoconsumo do segmento doméstico, no segmento B2C (entre empresa e consumidor).

O setor da produção de energia fotovoltaica no país vizinho é considerado "como um dos de maior potencial na Europa, quer pelas condições naturais que o país possui, quer pelo ainda baixo nível de desenvolvimento do mercado", indicam as empresas, através de comunicado. "A Greenvolt acredita que existe por isso um grande potencial de crescimento a médio prazo para uma empresa como a Perfecta Energía, tanto ao nível do volume de negócios como da rentabilidade gerada", é explicado.

Esta operação enquadra-se no projeto de expansão nacional e internacional da Greenvolt, constituindo "mais uma etapa no processo de afirmação da sociedade como um player de referência, a nível internacional, no mercado das energias renováveis, contribuindo, em especial, no contexto da sua estratégia de crescimento, para a expansão do seu negócio", nota a empresa.

No início deste mês, num evento destinado ao mercado de capitais, João Manso Neto referiu que os próximos cinco anos serão de crescimento para a Greenvolt. Na mesma ocasião, a empresa anunciou que prevê investir até 1,8 mil milhões de euros para financiar o seu plano de desenvolvimento até 2025.
Ver comentários
Saber mais Altri Greenvolt João Manso Neto Tresa Energía
Outras Notícias