Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Brasileira Rio Capital vai investir 65 milhões até 2022 na Grande Lisboa

A promotora imobiliária brasileira já desenvolveu seis projetos em dois anos e estima investir 35 milhões este ano e outros 30 em 2022.

Pedro Curvelo pedrocurvelo@negocios.pt 27 de Janeiro de 2021 às 13:04
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...

A brasileira Rio Capital vai investir 65 milhões de euros em projetos residenciais na área da Grande Lisboa até 2022, indica a promotora imobiliária em comunicado divulgado esta quarta-feira.

A empresa que se estreou no mercado nacional há dois anos conta já com seis projetos desenvolvidos, destacando-se o Avenida Living, um edifício com oito apartamentos de luxo na avenida João Crisóstomo, em Lisboa. Esse projeto, assinado pelo arquiteto Miguel Saraiva, representou um investimento de nove milhões de euros.

O comunicado assinala que os seis projetos já desenvolvidos pela Rio Capital totalizam cerca de 30 mil metros quadrados de construção.

Apesar de afirmar ter como objetivo "criar projetos para portugueses", alguns dos projetos são de luxo e ficam fora do alcance das bolsas nacionais. É o caso, por exemplo, do Cruz da Pedra Palace, um palacete do século XVII transformado em condomínio privado de luxo de 13 apartamentos, todos eles já vendidos. O empreendimento situa-se na zona do Beato/Marvila e o preço de um T3 com 167,5 m2 era de 990 mil euros.

Mais acessível será o Vila Viva, um empreendimento em fase de construção em Vila Franca de Xira. O projeto, em consórcio com a promotora Estrutural Group, tem 85 apartamentos e é "dirigido à classe média portuguesa".

Investimento de 35 milhões este ano e de 30 milhões em 2022

Em fevereiro será lançado o projeto de uma residência para estudantes no Monte da Caparica e que terá 330 quartos individuais com casa de banho própria.

Ainda este ano, a Rio Capital vai lançar um empreendimento residencial com cerca de 40 apartamentos T1 e T2 em Alcântar, junto à LX Factory e Hospital da CUF Alcântara.

"O mercado imobiliário pode ter desacelerado com a pandemia, mas em nenhum momento parou, o que demonstra que Portugal é um país altamente seguro e atrativo para investimentos", sublinha Júlio Luz, CEO da Rio Capital, citado no comunicado.

"A Rio Capital desenvolve projetos com qualidade, focados no mercado português, não contando exclusivamente com os clientes estrangeiros. Seja para a classe média ou para as classes mais altas, os nossos projetos atingem uma relação preço/qualidade muito interessante que somados às localizações dos imóveis tornam-se imbatíveis", garante o responsável.

E, nota ainda Júlio Luz, os projetos são vendidos rapidamente, citando o caso do Vila Viva, que foi lançado em março de 2020 e que conta já com todos os 45 apartamentos da primeira fase vendidos e com 10 dos 40 apartamentos da segunda fase também já vendidos.

Ver comentários
Saber mais Grande Lisboa Rio Capital imobiliário investimento avenida living júlio luz
Outras Notícias