Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Franceses compram cinco supermercados Pingo Doce por 28,7 milhões de euros

Os activos localizam-se na região norte de Portugal. A sua ocupação pelo grupo Jerónimo Martins foi vista como um factor favorável à compra.

Bloomberg
Wilson Ledo wilsonledo@negocios.pt 26 de Janeiro de 2015 às 14:22
  • Assine já 1€/1 mês
  • 14
  • ...

28,7 Milhões de euros. O preço foi pago pelos investidores franceses da Corum Convictions. Na factura, contam-se cinco imóveis ocupados por supermercados Pingo Doce localizados no norte do país.

 

Em causa, estão as superfícies comerciais de Monção, Vila Nova de Cerveira, Vila Verde, Vizela e Tondela. De acordo com a consultora que mediou o processo, a JLL, os novos proprietários já detinham outros activos imobiliários em Portugal.

 

A existência de um "inquilino de referência" [grupo Jerónimo Martins], de "contratos de longa duração" e uma "rentabilidade atractiva" são apontados como os motivos que impulsionaram a operação.

 

Os cinco supermercados representam uma área bruta locável de 22.600 metros quadrados, até então detidos por um fundo de investimento imobiliário de origem internacional. A cadeia Pingo Doce continuará como inquilina dos mesmos.

 

A procura por activos de retalho é apontada como a grande tendência de 2015 no mercado imobiliário. No início do ano, foi já concluída a venda do Dolce Vita Tejo. Já o Freeport Alcochete foi vendido no final de 2014.

 

Na margem sul do Tejo, também o Almada Forum e o Forum Montijo são apontados como prováveis activos a alienar.

 

Por sua vez, a Blackstone adquiriu parte de um portefólio da ESAF avaliado em 220 milhões de euros onde se incluiam lojas Continente.

 

(Notícia actualizada às 18:30 de 27 de Janeiro)

Ver comentários
Saber mais Corum Convictions Pingo Doce Monção Vila Nova de Cerveira Vila Verde Vizela Jerónimo Martins Dolce Vita Freeport Alcochete Tejo Almada Forum Forum Montijo ESAF economia negócios e finanças Informação sobre empresas grandes empresas construção e obras públicas imobiliário
Outras Notícias