Imobiliário Preço das casas usadas sobe 17% no primeiro trimestre no espaço de um ano

Preço das casas usadas sobe 17% no primeiro trimestre no espaço de um ano

A subida de preços foi generalizada por quase todo o país, com destaque para o Norte, onde os valores aumentaram mais de 28% nos primeiros três meses do ano.
Preço das casas usadas sobe 17% no primeiro trimestre no espaço de um ano
Miguel Baltazar
Rafaela Burd Relvas 22 de abril de 2019 às 11:29
Os preços da habitação continuam a acelerar. No primeiro trimestre deste ano, em relação a igual período do ano passado, o valor do metro quadrado das casas usadas vendidas em Portugal aumentou em 17%, para uma média de 1.849 euros, de acordo com os dados recolhidos pela Idealista. A plataforma imobiliária dá conta de que a subida de preços foi generalizada por quase todo o país, com destaque para o Norte, onde os valores aumentaram mais de 28% nos primeiros três meses do ano.

Na comparação com o primeiro trimestre do ano passado, a Região Autónoma dos Açores é a única a apresentar uma ligeira queda dos preços, de 0,2%, para uma média de 849 euros por metro quadrado - o que representa também o valor mais baixo de todo o país. Já no Norte, os preços dispararam 28,4% no arranque deste ano, para 1.512 euros por metro quadrado. A Área Metropolitana de Lisboa mantém-se como a zona do país com os preços mais elevados, de 2.637 euros por metro quadrado no final do primeiro trimestre, o que representa uma subida homóloga de 14,5%.

A evolução em relação ao último trimestre do ano passado também releva aumentos, ainda que ligeiros em alguns casos. A nível nacional, os preços aumentaram 3,3% face a dezembro de 2018, um valor superado apenas no Norte (com uma subida de 4,6%) e na Madeira (onde o valor do metro quadrado aumentou 3,7%). Em sentido contrário, os preços recuaram 4,6% na região Centro e 5,7% nos Açores.

Na análise às capitais de distrito, a Guarda surge como a mais barata, onde comprar casa custa 615 euros por metro quadrado. A cidade de Lisboa é novamente a mais cara, com uma subida de 12% dos preços, para os 3.002 euros por metro quadrado.

O histórico da Idealista mostra que os preços das casas usadas à venda em Portugal estão a aumentar ininterruptamente desde, pelo menos, janeiro de 2016, e sempre com variações percentuais na ordem dos dois dígitos.



Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI