Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bracarense DST é o único candidato à compra da Efacec

A Sodecia acabou por abandonar a corrida à aquisição dos 71,73% da Efacec, deixando o Governo apenas com uma oferta neste processo de reprivatização. "O nosso investimento será fortíssimo na capitalização da empresa", promete José Teixeira, presidente do grupo DST.

O grupo DST, liderado por José Teixeira, encabeça as candidaturas dos projetos de “fábricas de casas” e de vidro ao PRR.
José Teixeira, presidente da DST Paulo Duarte
  • Partilhar artigo
  • 2
  • ...

A Parpública, "holding" estatal onde está pendurada a posição de controlo da Efacec que pertencia à empresária angolana Isabel dos Santos, acaba de anunciar que apenas recebeu uma proposta final de aquisição da participação na empresa, a do grupo bracarense DST, com a da Sing (do grupo Sodecia) a ficar pelo caminho.

 

"A Parpública, SGPS, SA comunica que no âmbito do processo de reprivatização da participação social de 71,73% do capital social da Efacec – Power Solutions, SGPS, SA, no prazo estabelecido, recebeu uma proposta – Best And Final Offer, apresentada pelo investidor DST, SGPS, SA", lê-se no curto comunicado enviado pelo grupo estatal, esta quarta-feira, 24 de novembro.

"Agora que meti o barco ao mar, não vou ficar pelo caminho", tinha já avisado José Teixeira, presidente do grupo DST, em entrevista ao Negócios, há pouco mais de três semanas, reportando-se à sua candidatura aquisição da Efacec.

"O nosso investimento será fortíssimo na capitalização da empresa", adiantou o empresário, que prometeu que iria "lutar muito para comprar a Efacec, por aquilo que, do nosso ponto de vista, é a melhor solução para Portugal", defendeu.

 

"A Efacec é uma empresa com uma capacidade técnica extraordinária, com um conjunto de trabalhadores e de competências que leva décadas e décadas a formar-se. Na área dos transportes – a gestão de metros de superfície, softwares para metros... –, é absolutamente extraordinária. E Portugal não tem mais ninguém a fazer transformadores – só a Efacec. Qual é o negócio em que só há uma empresa a fabricar? O potencial é incrível", sustentou Teixeira.

"E na área da mobilidade, que é incontornável, a Efacec é a empresa que mais horas tem. Foi uma grande surpresa, analisando a Efacec com este detalhe, a sua capacidade instalada de inovação. Quando cheguei à Efacec disse: ‘Está aqui um ecossistema de inovação...’ Inovação a sério, não é inovação de fachada e de gueto", afirmou.

 

Quando questionado sobre uma possível intenção do Governo de "partir" a Efacec em duas para facilitar o processo de reprivatização da empresa, o líder da DST foi perentório: "Fragmentar a Efacec, para mim, zero. Se me propusessem só a compra de uma parte da Efacec... muito obrigado e até amanhã", alertou o empresário.

E propõe-se ficar com todos os atuais cerca de 2.200 trabalhadores da Efacec? "Com todos os trabalhadores", respondeu.

 

Mais: "Espero que aqueles trabalhadores que estão no ‘business plan’ não cheguem para fazer o trabalho... Espero? Não, tenho a certeza. Porque quando compramos uma empresa, com este potencial e capacidade de juntar sinergias, é para admitir trabalhadores. E sobretudo porque eu gosto de trabalhadores, gosto de trabalhar com trabalhadores", rematou o líder do único candidato à aquisição da posição de controlo da Efacec.

 
(Notícia atualizada às 16:12)

Ver comentários
Saber mais efacec DST sing sodecia reprivatização parpública isabel dos santos
Outras Notícias