Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Lucros da Altri disparam para 44,8 milhões até junho

O resultado líquido da produtora de pasta de papel aumentou quase 385% no primeiro semestre deste ano, face ao mesmo período de 2020, com as vendas totais a atingirem 387 milhões de euros, das quais 266 milhões foram exportações.

Maria João Babo mbabo@negocios.pt 29 de Julho de 2021 às 17:03
  • Assine já 1€/1 mês
  • 13
  • ...

A Altri registou no primeiro semestre deste ano um resultado líquido consolidado de 44,8 milhões de euros, o que significa um aumento de 384,8% face aos lucros apresentados no período homólogo de 2020, que se ficaram pelos 9,2 milhões de euros.

Em comunicado, o grupo salienta que o seu desempenho financeiro "fica marcado pela progressiva recuperação dos preços da pasta nos mercados internacionais", acrescentando que as unidades de produção de pasta – Celbi, Celtejo e Caima – produziram, neste período "um valor recorde absoluto de 571 mil toneladas". Das 595 mil toneladas vendidas, os mercados externos absorveram 515 mil.

Já a produção de energia elétrica através de biomassa florestal, assegurada pela Greenvolt, atingiu cerca de 352 GWh, representando um decréscimo de 2,1% face ao período homólogo, "totalmente explicado pela paragem programada das centrais de Constância, Figueira da Foz e de Vila Velha de Ródão", explica o grupo.

No total, nos primeiros seis meses deste ano, as receitas da Altri cresceram 17,9% atingindo 387 milhões de euros, sendo que na atividade industrial as vendas somaram 345 milhões de euros, das quais 87%, ou 266 milhões de euros, foram realizadas no mercado externo. A produção de energia teve, por seu lado, um contributo de 42 milhões de euros.

Os custos totais operacionais situaram-se em 278 milhões de euros, correspondendo a um aumento de 4,9% face ao período homólogo de 2020.


Desta forma, o EBITDA consolidado registou uma subida de 72,8%, para os 109 milhões de euros. De acordo com a Altri, o EBITDA no segmento das unidades de produção de pasta ascendeu a 97,9 milhões de euros, crescendo face aos primeiros seis meses de 2020 com a evolução dos preços nos mercados internacionais. Já a Greenvolt registou um EBITDA de 10,6 milhões de euros, incluindo os custos não recorrentes da aquisição de britânica Tilbury a 30 de junho no valor de 3,3 milhões de euros, o que compara com os 15,7 milhões registados um ano antes, o que o grupo explica pela paragem programada de três das suas unidades.


Citado no comunicado, José de Pina, CEO da produtora de pasta de papel, salienta "os recordes trimestrais e semestrais de produção e vendas". "As nossas unidades industriais, que constituem biorefinarias de segunda geração, aumentaram, sem exceção, o seu desempenho", frisa ainda o responsável, acrescentando que só no segundo trimestre o EBITDA do grupo registou uma subida de 132% face ao período homólogo, e de 75,8% comparativamente com o primeiro trimestre do ano.

A Altri investiu neste período cerca de 14 milhões de euros, ascendendo a sua dívida nominal líquida no final de junho a 711,1 milhões de euros, incluindo a aquisição de Tilbury. Excluindo esta aquisição, o valor da dívida líquida seria de 474,4 milhões de euros.
Ver comentários
Saber mais Altri Greenvolt indústria pasta de papel
Outras Notícias