Mercados EUA podem impor tarifas de 8 mil milhões de dólares à UE após caso Airbus

EUA podem impor tarifas de 8 mil milhões de dólares à UE após caso Airbus

O caso das alegadas ajudas ilegais à Airbus por parte da União Europeia pode estar perto de conhecer o seu final. Os EUA podem impor tarifas no valor de oito mil milhões de dólares a produtos europeus, com luz verde da Organização Mundial do Comércio.
EUA podem impor tarifas de 8 mil milhões de dólares à UE após caso Airbus
Reuters
Negócios 25 de setembro de 2019 às 19:06
A Organização Mundial do Comércio (OMC) vai autorizar os EUA a imporem tarifas alfandegárias no valor de 8 mil milhões de dólares (7,27 mil milhões de euros) a produtos importados da União Europeia, devido aos apoios ilegais à construtora aeronáutica Airbus, revelaram à Bloomberg fontes próximas do assunto.

Esta medida já tinha sido confirmada pela comissária europeia responsável pela pasta do Comércio, Cecilia Malmstrom, que disse na semana passada que os EUA tinham recebido luz verde para impor tarifas aduaneiras à Europa, na sequência da acusação de que a francesa Airbus terá recebido apoios indevidos e que prejudicam a concorrente norte-americana Boeing. Agora, fontes próximas do processo adiantaram o valor das tarifas.

Paralelamente, a comissária assumiu que a maior economia do mundo não tem mostrado abertura para negociar as eventuais sanções, apesar de a Europa sublinhar que está contra a política de imposição de tarifas. 

Donald Trump fica assim autorizado a avançar com as novas tarifas sobre a União Europeia a partir do dia 30 de setembro. 

Este veredicto marca o último capítulo desta longa disputa no seio da OMC e vai testar as relações transatlânticas, que se têm vindo a deteriorar desde que Trump assumiu o cargo com a estratégia nacionalista de "America First". 

Em abril deste ano, os EUA ameaçaram a Europa com tarifas sobre 11 mil milhões em importações, motivadas pela indignação quanto a subsídios concedidos pelo Velho Continente à Airbus - o que, na ótica de Trump, prejudica indevidamente a rival Boeing. 

Washington, que tem reclamado contra o tempo que a OMC demorou a tomar uma decisão (o caso remonta a 2006), já tem preparada uma lista de produtos europeus que podem ser alvo das tarifas. Esta inclui helicópteros de passageiros, vários tipos de queijos e vinhos, fatos para a neve, algumas motas, azeitonas e massas, assim como alguns tipos de uísque.



pub

Marketing Automation certified by E-GOI