Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Japão intervém no mercado de câmbio para segurar iene

Há mais de 20 anos que não acontecia: o Japão avançou com mexidas no mercado cambial para impedir grandes desvalorzações da sua moeda.

Yuriko Nakao/Bloomberg
  • Partilhar artigo
  • 2
  • ...
O Japão decidiu intervir no mercado cambial, pela primeira vez desde 1998, depois de o iene ter derrapado, na sequência do anúncio de que as taxas de juro do país se iam manter baixas.

O responsável pela política cambial japonesa, Masato Kanda, anunciou a intervenção esta quinta-feira, gerando uma valorização de 1,1% no iene para 142,48 dólares. Isto depois de ter enfraquecido além dos 145 ienes por dólar, o que já não acontecia desde 1998.

"Tomámos uma ação decisiva", afirmou Masato, que é também vice-ministro das Finanças para Assuntos Internacionais, respondendo de forma afirmativa quando questionado se isso significa uma intervenção.

Uma intervenção no mercado cambial é algo extremamente raro, lembra a Bloomberg, principalmente num país que tem sido criticado por encorajar uma moeda fraca para beneficiar as exportações. A última vez que o Japão fortaleceu o iene com intervenção direta foi durante a crise asiática, quando a taxa de câmbio chegou aos 146 ienes/dólar e ameaçou a economia.

"O mercado estava à espera que uma intervenção acontecesse a certa altura, tendo em conta a crescente intervenção verbal a que temos assistido nas últimas semanas", disse à Reuters Stuart Cole, chefe de macro-economia na Equiti Capital, em Londres, referindo-se aos reiterados avisos do banco central japonês.

"No entanto, intervenções na moeda são raramente bem sucedidas e acredtito que a medida tomada hoje apenas vai possibilitar um alívio temporário [ao iene]", alertou.

Ver comentários
Saber mais Japão mercado e câmbios
Outras Notícias