Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

IGCP emite dívida de longo prazo após período de turbulência nos mercados

A agência liderada por Cristina Casalinho (na foto) vai emitir dívida a 5 e a 10 anos na próxima semana. A operação ocorre após duas semanas agitadas nos mercados.

Tiago Varzim tiagovarzim@negocios.pt 06 de Março de 2020 às 13:32
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
O IGCP vai emitir dívida portuguesa a 5 e a 10 anos na próxima quarta-feira, 11 de março, tendo como objetivo angariar até 1.250 milhões de euros. Esta emissão ocorrerá após duas semanas de turbulência nos mercados, com elevada volatilidade, mas que têm sido globalmente positivas para as obrigações soberanas. 

"O IGCP, E.P.E. vai realizar no próximo dia 11 de março pelas 10h30 horas dois leilões das Obrigações do Tesouro (OT) com maturidade em 15 de outubro de 2025 e 18 de outubro de 2030, com um montante indicativo global entre 1.000 milhões e 1.250 milhões", informou a agência que gere a dívida pública esta sexta-feira, 6 de março.

As duas últimas semanas dos mercados financeiros foram marcadas por uma elevada volatilidade e, no geral, uma queda do valor dos ativos de risco, como é o caso das ações. No entanto, perante o perigo de uma recessão provocado pelo novo coronavírus e a expectativa de corte dos juros diretores, os investidores refugiaram-se na dívida soberana, principalmente na das economias mais fortes.

Nos EUA, após o corte "surpresa" de 50 pontos base da Fed, os juros norte-americanos a dez anos negociaram abaixo dos 1% pela primeira vez na sua história. No mercado secundário, os juros alemães a dez anos estão a negociar nos -0,737%, muito próximos do mínimo histórico alcançado em setembro deste ano.

Já os juros portugueses não registaram uma tendência tão acentuada de descida, tendo oscilado nas últimas sessões, mas também estão mais baixos do que no período anterior ao surto. No mercado secundário, os juros a dez anos estão nos 0,293%.

A última emissão de longo prazo do IGCP ocorreu a 12 de fevereiro e nessa altura Portugal emitiu a seis anos com juros negativos pela primeira vez, um bom indicador para a emissão da próxima semana a cinco anos. No mercado secundário, os juros portugueses a cinco anos estão nos -0,078%.

Já no prazo a 10 anos uma emissão comparável, ainda que diferente uma vez que foi sindicada por bancos, é a de 8 de janeiro. Nessa altura, Portugal colocou 4 mil milhões de euros no prazo de referência a uma taxa de juro de 0,499%. Na última emissão "normal" a 10 anos, em novembro do ano passado, Portugal financiou-se a 0,333% num leilão regular de OT.

No programa de financiamento para 2020, o IGCP anunciou que prevê emitir 16,7 mil milhões de euros em obrigações do Tesouro em 2020, mais do que o emitido em 2019. Desse valor, Portugal já assegurou cerca de 31% (5,227 mil milhões de euros).
Ver comentários
Saber mais IGCP Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública Cristina Casalinho dívida dívida pública endividamento Portugal
Mais lidas
Outras Notícias