Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Opinião por
Artigos de opinião deste autor

Um realista esperançoso

11.06.2021

No momento em que o psicopata que o Brasil tem como Presidente leva a Copa América para o país (se calhar, para comemorar os 500 mil mortos oficiais pela covid) cabe lembrar que ele não faz isso sozinho. Faz com o apoio de grandes marcas internacionais.

Feliz 1984

26.05.2021

Ainda há qualquer coisa de romântico na forma como vivemos o mundo. É como se conceitos abstratos como “honra”, “a palavra de um homem” ou “o seu depoimento ficará para os livros de história” ainda fizessem sentido para todos. Não faz. Nunca fez, em boa verdade.

Um estranho caso de culpa

18.05.2021

Juízes que se imaginam perfeitos são perigosos para a justiça. Via de regra, cometerão absurdos, pois um ser humano que se crê blindado ao erro pode ser tudo menos um ser humano.

Para o seu Camões particular

12.05.2021

Recuperado, hoje vive numa vila ao sul do Tejo. Mas o Poema sabe que Feliz nunca mais. Perdeu aquele seu ar de criança, que alguns chamavam pateta, mas que era apenas a opção de um esteta inábil com as palavras mas cheio de amor.

Cada um tem o apocalipse que merece

05.05.2021

Suspeitamos de que o apocalipse anda por aí disfarçado de vírus, de célula terrorista, de crack, de glúten, de colesterol, de algoritmo nas redes sociais. O apocalipse aparece-nos como um doce veneno da modernidade.

O pior de nós

27.04.2021

Lembro dessas personagens sempre que esbarro em figuras como Trump, Bolsonaro, Beppe Grillo e os seus genéricos nacionais. E recordo que foi para eles que se criou a palavra “caquistocracia”, o sistema de governo em que os líderes são escolhidos por serem os piores cidadãos.

A próxima conversa...

16.04.2021

Jorge parecia estar numa fase mais tranquila e de bem com a vida. Não se furtou a nenhuma pergunta. Claramente não temia em expressar o que pensava. Por motivos óbvios, riu muito com a cor laranja da parede que uso como cenário para as minhas lives.

A força do “se”

06.04.2021

O “se” português tem a marca de D. Sebastião e de tudo o que poderia ter acontecido “se” ele tivesse voltado. Foi o “se fôssemos livres...” que embalou um Rossio de tanques e cravos num já distante Abril.

Genocida

24.03.2021

Na semana passada, houve ameaças de prisões e processos no Brasil contra quem escrevesse o termo “genocida” associado ao Bolsonaro. Uma outra colunista da Folha (Mariliz Pereira Jorge) não pensou duas vezes. Como forma de protesto, começou uma fita-banana a partir da crónica do Ruy.

Palavras não curam

17.03.2021

O Brasil tornou-se um perigoso laboratório a céu aberto sobre o que um vírus provoca se não for controlado. Pode ser que algo seja feito a partir de agora e a coisa fique-se por 500 mil mortos oficiais e milhões de pessoas atiradas à miséria absoluta. Veja bem, este é o cenário mais otimista.

Os espinhos da contradição

09.03.2021

Ninguém ali tem medo de ser cancelado, dizem o têm para dizer, no limite do insulto (às vezes para lá até dessa linha) e mesmo assim... continuam amigos. Talvez até fiquem mais.

Ver Mais
Mais lidas
Publicidade
pub
pub
pub
Publicidade
C•Studio