Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bloco chama Carlos Costa ao Parlamento para evitar branqueamento "nas barbas do BdP"

Catarina Martins anunciou que os bloquistas vão chamar o governador do Banco de Portugal ao Parlamento para ouvir Carlos Costa sobre o processo de venda do EuroBic. Bloco quer evitar uma situação de eventual branqueamento de capitais por parte de Isabel dos Santos na sequência da venda dos 95% detidos na instituição.

Lusa
David Santiago dsantiago@negocios.pt 18 de Fevereiro de 2020 às 16:26
  • Assine já 1€/1 mês
  • 10
  • ...

O governador do Banco de Portugal (BdP), Carlos Costa, será chamado ao Parlamento para prestar esclarecimentos acerca do processo de venda do EuroBic, anunciou a coordenadora bloquista, Catarina Martins, durante o debate quinzenal que decorre esta terça-feira, na Assembleia da República.

Numa intervenção em que começou por aludir à manchete de hoje do Jornal de Notícias que aponta para a "previsível prescrição de mais de 16 milhões de euros em multas a banqueiros", o que mostra a "impunidade de uma elite com extenso cadastro de crime económico" em Portugal, Catarina Martins defendeu que o BdP tem de avaliar não só a idoneidade do comprador como também do vendedor do EuroBic, no caso de Isabel dos Santos, que detém 95% do capital da instituição.

"O BdP não tem só obrigação de garantir a idoneidade do comprador mas também do vendedor", sustentou a líder bloquista defendendo que o processo pode transformar-se num caso de branqueamento de capitais "feito nas barbas do BdP".

Catarina Martins começou por sustentar que "há matérias em que tem responsabilidades diretas e urgentes" para recordar a não transposição da diretiva europeia sobre branqueamento de capitais, que devia ter sido transposta a 10 de janeiro. Depois questionou diretamente o primeiro-ministro sobre se "tem garantias de que o BdP cumprirá as suas obrigações legais de prevenção de branqueamento de capitais, designadamente no caso da venda do EuroBic". 


António Costa notou que essa é uma pergunta à qual Catarina Martins "sabe" que não pode responder, pois o Governo respeita a "independência do BdP" da mesma forma que respeita o princípio da separação de poderes. A seguir Costa disse estar "certo" de que a Assembleia da República poderá chamar o governador ao Parlamento para obter as respostas pretendidas.

"Faremos isso mesmo, vamos chamar o governador do BdP", reagiu Catarina Martins para quem "se o Eurobic estiver a ser investigado, e esperamos que esteja a ser, o BdP pode mesmo impedir esta venda".

Na sequência do caso Luanda Leaks, a filha do ex-presidente de Angola, Isabel dos Santos, anunciou estar de saída do capital social da instituição financeira. Entretanto o Abanca assumiu interesse na aquisição de 75% do EuroBic.

(Notícia atualizada)

Ver comentários
Saber mais Carlos Costa Catarina Martins Parlamento Eurobic Banco de Portugal Isabel dos Santos
Mais lidas
Outras Notícias