Desporto Justiça suspeita de "saco azul" no Sporting

Justiça suspeita de "saco azul" no Sporting

Autoridades encontraram 60 mil euros no gabinete de André Geraldes, director de futebol do Sporting que seria usado para pagar a jogadores e árbitros de andebol e futebol.
Justiça suspeita de "saco azul" no Sporting
Negócios 18 de maio de 2018 às 11:36
Inspectores da Polícia Judiciária que efectuaram buscas em Alvalade encontraram 60 mil euros guardados no cofre do gabinete de trabalho de André Geraldes, director geral de futebol do Sporting, um dos suspeitos do caso Cashball que investiga alegado esquema de corrupção no Sporting.

Existe a suspeita que o montante que estava em Alvalade seja um 'saco azul' de onde alegadamente seriam feitos os pagamentos a jogadores e árbitros de andebol e futebol, que não poderiam ser contabilizados oficialmente, avança o jornal Expresso.

Geraldes esteve detido mas ficou em liberdade esta quinta-feira (com uma caução de 60 mil euros) tal como os restantes três arguidos, os empresários Paulo Silva e João Gonçalves e o funcionário do Sporting Gonçalo Rodrigues.

O dirigente não pode entrar nas instalações do clube nem contactar com outros suspeitos.



pub

Marketing Automation certified by E-GOI