Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

O plano que torna a EDP mais verde em sete gráficos

Os números contam a história de um futuro mais verde para a EDP, no qual as renováveis captam a grande fatia do investimento previsto até 2025, e serão também as grandes contribuidoras para o EBITDA.

Investimento quase todo em renováveis

Investimento quase todo em renováveis
Dos 24 mil milhões de euros que a EDP pretende investir entre 2021 e 2025, 80% serão destinados às fontes renováveis, destinando-se 15% às redes de distribuição e transmissão.

Renováveis pesam no EBITda

Renováveis pesam no EBITda
Se as renováveis absorvem 80% do investimento, em 2025 contribuirão com 60% para a geração do EBITDA que deverá, por sua vez, crescer 6% em termos médios anuais.

80% investidos na Europa e EUA

80% investidos na Europa e EUA
A Europa e os Estados Unidos da América vão ter o mesmo nível de investimento. Dos 24 mil milhões que serão investidos até 2025, 80% chegarão aos dois mercados.

Investimento sobe no próximo plano

Investimento sobe no próximo plano
Por cada ano do plano estratégico de 2021-2025, a EDP investirá cerca de 4,8 mil milhões de euros, o que compara com o investimento de 2,9 mil milhões por ano do plano anterior.

Capacidade cresce de forma diversificada

Capacidade cresce de forma diversificada
O grupo EDP pretende adicionar 20 GW (gigawatts) de capacidade até 2025, sendo a maior fatia em eólicas, mas o solar começa a crescer, diversificando as tecnologias.

Em 2025 capacidade será mais repartida

Em 2025 capacidade será mais repartida
O solar é das tecnologias que terá maior crescimento percentual no peso da capacidade instalada do grupo EDP. Em 2025 ainda haverá capacidade no ciclo combinado, mas a hídrica cai de peso.

Eólicas vão produzir maioria da energia

Eólicas vão produzir maioria da energia
As eólicas vão corresponder a mais de metade do total da produção de eletricidade da EDP em 2025. Agora ocupam já 44%. O solar também vai ganhar espaço nesta geração elétrica.
Ana Batalha Oliveira anabatalha@negocios.pt 28 de Fevereiro de 2021 às 15:00
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...

A EDP quer crescer e planeia fazê-lo à boleia das renováveis. Entre 2021 e 2025, a fasquia do volume de investimento eleva-se quase para o dobro, os 24 mil milhões de euros. Destes, 19 mil milhões são dedicados às renováveis.

Estes planos permitem trilhar um caminho que a EDP espera que a leve a atingir, em 2030, a meta de produzir toda a sua energia a partir de fontes renováveis e tornar-se neutra em carbono. Para isso, definiu como etapas que até 2025 deverá libertar-se do carvão e duplicar a capacidade instalada de energia solar e eólica.

Os grandes beneficiários deste reforço nas energias limpas são os Estados Unidos e a Europa. 80% do investimento total até 2025 vai recair sobre estes territórios, em partes iguais. Ainda sobre uma fatia de 15% para a América Latina e 5% para outros territórios, nomeadamente na Ásia.

No global, a energia eólica mantém-se rainha, mas a solar ganha espaço. A energia do vento vai subir de um peso de 44%, que tem atualmente, para mais de metade. O CEO, Miguel Stilwell de Andrade, referiu em entrevista à Bloomberg que os preços cada vez mais competitivos destas fontes energéticas as tornam mais aliciantes.

Ver comentários
Saber mais EDP plano estratégico
Outras Notícias