Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Canadianos compram Centro Empresarial de Alfragide por 5 milhões para o transformar em hotel

A Altamira concluiu o processo de venda do Centro Empresarial de Alfragide ao Grupo Mercan por um montante superior a 5 milhões de euros. Este ativo totaliza cerca de 5 mil metros quadrados de área de construção.

Cátia Rocha catiarocha@negocios.pt 16 de Junho de 2021 às 13:18
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...
A gestora de créditos e ativos imobiliários Altamira anunciou a conclusão da venda do Centro Empresarial de Alfragide, um ativo composto por três edifícios, por um montante que ultrapassa os 5 milhões de euros.

Através de comunicado, a gestora detalha que vendeu este ativo ao Grupo Mercan, sediado no Canadá e presente no mercado português desde 2015. A empresa canadiana tem anunciado vários investimentos no mercado português. O mais recente, divulgado em maio, passa pelo investimento de 21 milhões de euros na construção de um novo hotel em Évora, em parceria com a RA Group. No total, a empresa tem 13 projetos em Portugal, no Porto, Gaia, Matosinhos e Amarante.

O Centro Empresarial de Alfragide, que é composto por dois edifícios de serviços, com um total de 3.727 metros quadrados, e ainda por um armazém, com 1.188 metros quadrados, está inserido num terreno com uma área que ultrapassa os 6.800 metros quadrados. Os canadianos têm planos para desenvolver um projeto hoteleiro neste espaço, avança o comunicado da Altamira, naquele que será o primeiro projeto na zona de Lisboa.

"Para este ativo já estava em curso um processo de transformação para novas edificações, que com esta venda se vai potenciar", afirma João Ribeiro, diretor de real estate da Altamira Portugal. Este responsável sublinha que o presente investimento demonstra que "o desenvolvimento de projetos hoteleiros continua a ser uma tendência no setor imobiliário e este projeto vai certamente contribuir para a dinamização do corredor Oeste".

"Este é o nosso primeiro projeto em Lisboa. Vem reforçar a nossa aposta no setor do turismo e o impacto positivo que queremos ter na economia do país, somando-se aos restantes projetos hoteleiros que estamos a desenvolver e que terão um peso relevante na criação de emprego, tanto nas fases de desenvolvimento e construção, como na futura gestão hoteleira, que será de longo prazo", indica Jordi Vilanova, vice-presidente do Grupo Mercan.

O grupo Mercan arrancou também em maio com a construção do Renaissance Park Hotel, uma marca do universo Marriott, num terreno próximo da igreja da Lapa, no Porto. Este investimento cifra os 56 milhões de euros, para a construção de um hotel que vai ter 163 quartos e criar 140 postos de trabalho na cidade.
Ver comentários
Saber mais Mercan Altamira Portugal imobiliário hotel
Outras Notícias