Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Portuguesa Pleez arrecada dois milhões de investimento para duplicar trabalhadores e crescer no mercado ibérico

A startup portuguesa agiliza a comunicação entre restaurantes e plataformas de entrega de comida. A ronda Série A foi liderada pela sociedade de capitais de risco portuguesa Lince Capital.

A equipa da Pleez
Marta Velho martavelho@negocios.pt 23 de Novembro de 2022 às 09:00
  • Partilhar artigo
  • 1
  • ...
A startup Pleez, de Lisboa, anunciou esta quarta-feira a angariação de yum investimento de dois milhões de euros. A ronda Série A foi liderada pela sociedade de capitais de risco portuguesa Lince Capital e contou ainda com a participação dos fundos alemães Atlantic Food Labs e Axel Springer Porsche, ambos investidores prévios da Pleez e que, desta forma, reforçam o seu investimento na startup portuguesa.

A startup desenvolveu uma plataforma que ajuda os restaurantes a interagir com os serviços de entrega de comida, como a Uber Eats ou a Glovo, com um serviço de gestão ativa dos menus que permite - indica a empresa em comunicado enviado às redações - aumentar e otimizar as vendas dos restaurantes.

Fundada em 2020, a startup aponta que, menos de 6 meses, a sua plataforma gerou mais de 72.000 pedidos. "No curto prazo, a adoção das soluções da Pleez tem permitido aos restaurantes aderentes aumentar as suas vendas em cerca de 15%, sendo esse aumento ainda maior no médio e longo prazo", afirma o comunicado.

A ronda agora anunciada vai permitir à empresa duplicar a sua atual equipa para 60 pessoas durante o próximo ano e também cimentar a sua presença no mercado ibérico. "Estamos muito felizes e é um orgulho trazer a bordo a Lince Capital, o primeiro grupo de investimento português a juntar-se a nós. Expectantes com o futuro, estamos certos que esta nova ronda de investimento nos ajudará no processo de internacionalização, com o intuito de ajudar todos os 'players' da indústria da restauração a tomar decisões mais informadas em relação aos seus negócios", indica o co-fundador da Pleez Afonso Pinheiro.

"Não esquecendo que em apenas um ano, temos uma carteira com mais de 300 clientes, abrimos em Madrid, fundamos o 1º Food Tech Hub em Portugal juntamente com outra empresa da área, lançámos o nosso Dashboard e passamos de uma equipa de 5 para mais de 30 colaboradores", explica Vasco Sampaio, co-fundador da Pleez.

Vasco Pereira Coutinho, CEO da Lince Capital, explica que "a pandemia veio intensificar a utilização das plataformas como a Uber Eats, a Glovo ou Bolt Food, tendo os restaurantes sentido um grande aumento das vendas através da vertente de delivery." E acrescentea que "o posicionamento único da Pleez permite criar valor para todos os intervenientes, quer sejam consumidores, restaurantes ou plataformas de delivery."
Ver comentários
Saber mais Pleez Série A Lince Capital economia negócios e finanças Informação sobre empresas
Outras Notícias