Patrícia  Abreu
Patrícia Abreu 05 de maio de 2019 às 20:10

Um "test drive" antes do IPO da Uber

A estreia da Uber na bolsa norte-americana é aguardada com expectativa pelos investidores mundiais.

Mas, face ao percurso pouco promissor que a sua concorrente Lyft tem apresentado no mercado, a tecnológica decidiu adotar uma abordagem mais cautelosa.

Em vez de ambicionar uma avaliação bolsista de 100 mil milhões de dólares, como chegou a falar-se aquando do anúncio da operação, a Uber moderou o sentimento dos investidores, fixando os preços de subscrição das novas ações no IPO num intervalo entre 44 e 50 dólares.

Contas feitas, a Uber poderá estrear-se no mercado com uma capitalização bolsista máxima de 83,85 mil milhões de dólares. Mas ainda antes do seu IPO, no final desta semana, a empresa terá que enfrentar uma prova extraordinária, que pode afetar a procura na operação: os resultados da Lyft. Uma espécie de teste drive para avaliar os riscos que os investidores estão dispostos a assumir.

*Jornalista

pub

Marketing Automation certified by E-GOI