Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Nos vende torres à espanhola Cellnex por 550 milhões

A Nos vendeu à Cellnex a totalidade da empresa que detém cerca de 2000 torres de telecomunicações, num negócio que pode gerar à empresa portuguesa um encaixe de 550 milhões de euros em seis anos.

Cellnex
  • Assine já 1€/1 mês
  • 13
  • ...

A Nos anunciou, esta terça-feira, 14 de abril, um acordo com a Cellnex para venda à empresa espanhola da totalidade da Nos Towering, através da qual detinha cerca de 2000 torres de telecomunicações, num negócio que pode gerar à empresa portuguesa um encaixe de 550 milhões de euros em seis anos. A Nos vai manter a utilização destas torres, agora controladas pela Cellnex, durante 15 anos.

No âmbito do negócio, anunciado em comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a empresa liderada por Miguel Almeida realiza um encaixe imediato de 375 milhões de euros, que resulta do pagamento inicial realizado pela Cellnex. Será feito, ainda, um "investimento de expansão de cerca de 175 milhões de euros" no alargamento do perímetro das torres de telecomunicações, ao longo dos próximos seis anos. O encaixe total para a Nos ascende, assim, a 550 milhões.

"O impacto esperado no cash flow operacional pro-forma da Nos no primeiro ano é de aproximadamente 22 milhões de euros", refere o comunicado, adiantando que "este acordo permitirá à Nos continuar a otimizar e expandir a sua rede móvel de última geração, reforçando simultaneamente a sua capacidade de investimento na criação do valor de longo prazo para a empresa".

Para além da venda das torres, as duas empresas "celebraram um acordo de longa duração que concerne a prestação, por parte da Cellnex, de serviços de 'hosting' da rede ativa da Nos nas infraestruturas passivas adquiridas, pelo período de 15 anos renovável automaticamente por iguais períodos", detalha o comunicado. Este acordo prevê, ainda, "um aumento de perímetro de até 400 'sites' adicionais ao longo dos próximos seis anos".

"Esta operação é um passo importante na consolidação da nossa estratégia, atual e futura, de investimento na expansão, otimização e melhoria da qualidade de serviço de dados e voz móvel, de forma mais eficiente", diz Miguel Almeida, CEO da Nos.

A concretização destes acordos ainda está sujeita à luz verde da Autoridade da Concorrência. O Santander Corporate & Investment Banking atuou como assessor financeiro exclusivo da Nos nesta operação.

Com esta aquisição, a Cellnex aumenta o investimento total em Portugal para 1.175 milhões de euros, admitindo poder vir a atingir os 1.350 milhões, refere a empresa espanhola, em comunicado enviado às redações. Isto depois de, em janeiro deste ano, já ter comprado a participação a totalidade da OMTEL, operador português de torres de telecomunicações da Meo, por 800 milhões de euros.

"O acordo alcançado com a Nos reforça a natureza e o perfil neutro e independente face aos operadores
que caracteriza o nosso modelo. Também em Portugal, esta transação demonstra que a Cellnex é um
grupo que, precisamente devido à sua natureza neutra e independente, pode consolidar projetos de
colaboração de longo prazo com os vários operadores que acedem à sua rede de infraestruturas", diz Tobias Martinez, CEO da Cellnex.

(Notícia atualizada pela última vez às 08h41 com mais informação)

Ver comentários
Saber mais nos cellnex telecomunicações
Mais lidas
Outras Notícias