Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Opinião por
Artigos de opinião deste autor

Linguagem e realidade

16.09.2021

Se a Internet, os telemóveis, as apps, etc., são de facto “um novo mundo”, como se costuma dizer, então só com uma nova linguagem, novas palavras, códigos e expressões se pode aceder e viver nesta nova realidade.

Não adianta

10.09.2021

A maior parte dos gestores e profissionais empenhados, possivelmente, sente falta de tempo. Anda de reunião em reunião, online e presenciais, a tentar resolver problemas, compreender as pessoas, evitar conflitos, etc. Mas muita ocupação, muitas conversas, emails e telefonemas, não significa muito trabalho, nem que se esteja a ser produtivo, a fazer a empresa andar para a frente.

Aquela decisão

03.09.2021

As palavras são o que o homem tem mais perto da magia, escreveu Freud. Mas também a imaginação, a vontade e a ambição, tantas vezes, não estão longe de passes de mágica. Uma das consequências importantes de assumir uma estratégia, por exemplo, é uma realidade mais clara.

A verdadeira causa

27.08.2021

A educação é a verdadeira causa do que fazemos. Não apenas em termos gerais, mas em termos concretos. O que aprendo, o que conheço, o que acredito que sou, modela a todo o momento o meu comportamento, dirige as minhas acções, lança os meus projectos e ambições.

Conversa final

22.08.2021

O sucesso começa em focar o que faz diferença e desconsiderar o que não adianta. E planear em detalhe. Quando fazer o quê, como? Mas o sucesso, de facto, acontece na acção e não nos planos. Mas numa acção conforme ao planeado, mas flexível para mudar e melhorar, aproveitando oportunidades para conseguir mais e não menos.

Só atitude não chega

13.08.2021

Nos Jogos Olímpicos de Tóquio foi fácil ver atletas desanimados. Acreditavam genuinamente que iam vencer, mas falharam. Muitos ficavam arrasados e recebiam mal as medalhas de prata ou de bronze, tiravam-nas do pescoço, choravam. Mas é um comportamento que assenta num mal-entendido.

Os medalhados vivem mais

06.08.2021

Os medalhados nos Jogos Olímpicos, tal como os vencedores dos Prémios Nobel ou dos Óscares de Hollywood, vivem mais tempo do que o comum dos mortais. Mais 3 anos, com uma medalha olímpica; mais 2 anos, com um Prémio Nobel; e mais 4 anos, com um Óscar do cinema.

Trabalhar melhor

30.07.2021

Trabalhar muito é importante para fazer as coisas bem e ir longe, mas não chega. Basta olhar para os atletas olímpicos: todos trabalham muito, há anos muitos anos, tanto os que ganham as medalhas de ouro como os que ganham as de bronze, ou os que são eliminados na primeira prova.

Mudar é fácil e é difícil

23.07.2021

O problema do darwinismo é exigir muito tempo, muitas gerações, para as coisas terem sentido. Mas como neste mundo as pessoas só vivem uma vez, a mudança, organizacional ou pessoal, deve ser hoje, partindo de onde se está, com disponibilidade para aprender, experimentar e aproveitar oportunidades.

Suficientemente bom

16.07.2021

Sendo suficientemente bom, a eficácia aumenta com a aprendizagem e com o passar do tempo. Daí que continuando a aprender, a inovar e a tentar, as probabilidades de uma pessoa ter sucesso num novo projecto, pelo menos até aos 50 anos de idade, subam com a idade.

Em lado nenhum

08.07.2021

No topo, todos são competentes, seguem as “best practices” e melhoram todos os dias. No entanto, nem todos vão chegar a profissionais excepcionais.

Ver Mais
Mais lidas
Publicidade
pub
pub
pub
pub
Publicidade
C•Studio