Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Calculadora: Quanto tem de investir no aumento de capital da EDP

O período de subscrição das novas ações da EDP arranca esta quinta-feira. Saiba quanto tem de investir para participar no aumento de capital e outros detalhes sobre a operação.

  • Assine já 1€/1 mês
  • 5
  • ...

O aumento de capital de 1,02 mil milhões de euros da EDP arranca esta quinta-feira com o período de subscrição das novas ações. Os acionistas da elétrica e os outros investidores que querem participar na operação têm agora alguns dias para decidir o que fazer.

Se é acionista e quer saber quantas ações poderá subscrever e qual o investimento que tal representa, pode utilizar a calculadora do Negócios (ver em cima). Basta indicar quantas ações tinha em carteira no fecho da sessão de 20 de julho (último dia em que as ações negociaram com os direitos incorporados).

Por cada ação detida, os acionistas recebem um direito que, por sua vez, garante a subscrição de 0,085035375 novas ações, mediante o pagamento de 3,30 euros por cada uma. O arredondamento será feito por defeito para o número inteiro de ações ordinárias mais próximo. Dito de outra forma, são necessários 1.000 direitos para comprar 85 novas ações.

Se é titular de 5.000 ações da EDP, vai receber 5.000 direitos, que lhe permitem subscrever 425 novas ações. Terá de realizar um investimento de 1.402,5 euros. Passará a ser titular de uma carteira de 5.425 ações da EDP, avaliadas em 24.615,3 euros (tendo em conta a cotação ajustada após destaque do direito).

3,3euros
O preço de subscrição das novas ações da EDP é de 3,30 euros.


Os direitos de subscrição das novas ações vão ser transacionados em bolsa entre 23 de julho e 3 de agosto. O período de subscrição das novas ações através do exercício dos direitos também arranca a 23 de julho e termina a 6 de agosto (as ordens de subscrição são irrevogáveis a partir de 4 agosto). Os resultados da operação são conhecidos a 7 de agosto, dia em que o dinheiro sai das contas dos investidores. As novas ações (que têm os mesmos direitos das atuais) devem começar a negociar a 17 de agosto, dia em que o capital da elétrica passará a estar representado em bolsa por 3.965.681.012 ações.

Os direitos devem ser vendidos pelos acionistas que os receberem e não querem participar no aumento de capital (entre 23 de julho e 3 de agosto). E comprados no caso dos investidores que não são acionistas e querem investir no aumento de capital.

Por exemplo, se for titular de 5.000 ações da EDP e nada fizer até ao fim da operação, vai perder 525 euros (tendo em conta o valor teórico dos direitos). A EDP alerta que "caso os direitos de subscrição não sejam exercidos ou alienados pelo respetivo titular até ao final do período de subscrição, os mesmos cessarão e o titular não terá direito a qualquer compensação por esse facto".

A partir de 23 de julho os direitos e as ações vão negociar em simultâneo na bolsa e, se as cotações não estiverem em equilíbrio, podem ser realizadas operações de arbitragem (vender o título que está "caro" e comprar o "barato"). Na calculadora pode calcular quanto valem os seus direitos.

Ao valor das ações (já após o destaque dos direitos) corresponde um valor teórico dos direitos, sendo que para o calcular basta multiplicar a diferença entre a cotação das ações e o preço de subscrição de 3,30 euros pelo fator de conversão 0,085035375. A partir da cotação dos direitos também é possível encontrar o valor teórico das ações. Basta dividir a cotação do direito por 0,085035375 e adicionar o preço de subscrição de 3,30 euros.

A calculadora em cima permite encontrar todos estes valores. 

As datas do aumento de capital

20 de julho - Último dia de negociação das ações da EDP com os inerentes direitos de subscrição.

23 de julho - Primeiro dia do período de subscrição das novas ações e primeiro dia do período de negociação dos direitos de subscrição na Euronext Lisbon

3 de agosto - Último dia de negociação dos direitos de subscrição na Euronext
Lisbon

5 de Agosto - Data a partir da qual as ordens de subscrição de novas ações se tornam irrevogáveis (inclusive)

6 de agosto - Último dia do período de subscrição das novas ações

7 de agosto - Anúncio dos resultados da oferta e liquidação financeira das novas ações subscritas mediante o exercício de direitos de subscrição

11 de agosto - Liquidação financeira das novas ações atribuídas na fase de rateio e no âmbito do Contrato de Underwriting

11 de agosto - Registo do aumento do capital social na conservatória do registo comercial

12 de agosto - Data prevista para a emissão e liquidação física das novas ações

17 de agosto - Primeiro dia de negociação das novas ações

 

Ver comentários
Saber mais calculadora EDP aumento de capital
Mais lidas
Outras Notícias